Seguidores

domingo, 16 de setembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE..."- 32

(texto Celso Sisto; ilustração Kay Nielsen)

Ficarei contando gotas de chuva. Quantas serão necessárias para aliviar o choro convulso da terra, alimentar os rios, lavar a alma? Não pouparei um dedo sequer. Me entregarei à água, como o recém-nascido se entrega à infância dos banhos. As gotículas que saltam, as perolazinhas que se desmancham, os risquinhos no nariz. Quero inaugurar o dia de domingo, como um barquinho de papel que avança na pequena enxurrada, de mãos dadas com a bailarina de cartão e sob o olhar-baioneta do soldadinho de chumbo... Andersen que nos salve!
16.09.2012

Nenhum comentário: