Seguidores

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE..." - 29


(texto Celso Sisto; ilustração de Antoine Saint-Exupèry)

O oásis estava bem ali na frente. Mas eu não via. Procurava a raposa, a serpente, o aviador, o desenho de um carneiro, a rosa na redoma de vidro, os baobás, que tudo o mais perdeu o contorno. Agora levarei muitas estações para voltar ao mesmo ponto. As luas insistirão nesta sucessão de luzes e eu tatearei cada palmo do deserto das letras, procurando aquela ampulheta, que me fazia domar a pressa. O tempo assim, escoado em páginas brancas sem linhas ainda é o meu verdadeiro salvador. Mas morrerei sempre, e cada vez que um príncipe-menino se calar.

12.09.2012

Nenhum comentário: