Seguidores

sábado, 29 de setembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE..." 38





(texto Celso Sisto; ilustração Warwick Goble)

38. A cidade hoje parece feita inteiramente de vidro e aço. Carregamos bolas de chumbo nos pés e somos prisioneiros. Arrastamos corpos. Retiramos apressados do sono os dedos autômatos. Os gestos recrudescem. Empilhamos discursos que ficaram por dizer. Mas ali, na dobra da esquina, esvoaçam as bolhas de sabão. Milhares. Na boca do vento.Tão leves e diáfanas, que os olhos, alheios às flores aladas, preferem caminhar em direção à morte. Haverá sempre uma arma apontada para a cabeça do sonho e eu deveria aprender a desarmar desejos!
25.09.2012

Nenhum comentário: