Seguidores

sábado, 13 de outubro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE" - 42



(Texto Celso Sisto; ilustração em porcelana, com desenho de Walter Crane)

42. A casa está em mim. Carrego meus santuários nos braços estendidos. Um rastro de veleidades me acompanha. A xícara, a compoteira, o licor das frutas, os espelhos de cristal - tudo tão vítreo e frágil e duradouro. Repito vagaroso os gestos. Agora a solenidade é uma dança. E tudo o que eu quero é me sinfonizar, como se cada objeto oculto da casa-corpo fosse um instrumento que sopra, dedilha, repercute... Me parto em notas que se perderão no ar! Mas no fim da melodia está a criança, tão sonora criança, a cantarolar sozinha a história que virá...Atravesso o futuro e os tempos se encontram!
12.10.2012

Nenhum comentário: