Seguidores

sábado, 13 de outubro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE" - 43

(Texto Celso Sisto; Ilustração Kay Nielsen)


43. A tarde está forrada de murmúrios. As incontáveis folhas dançam na calçada. Escapam-me os segredos. Abaixo-me para ouvir as flores e sou encapsulado pelo vento. Assim, vestido com o manto transparente das histórias, desfilo minhas alegrias: o embornal das palavras, a valise dos personagens, os lábios molhados das cantigas, os gestos arredondados dos rituais, os lápis pirográficos da escrita, a emoção dardejante dos olhos. Ninguém gritará a minha nudez! Nunca estará nu quem amarrou a ponta do novelo lá na infância e foi entrando na floresta encantada, atrás de João e Maria. Pão e pedra. Alimento e sinal. Doce e sal. Ir e voltar é que ensina a habitar-se...

13.10.2012



Nenhum comentário: