Seguidores

domingo, 21 de outubro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE" - 46


(Texto Celso Sisto; ilustração Virginia Sterrett)


46. A voz torneada me alcança, como uma revoada de pássaros. Mais do que o bater das asas, é a sofreguidão que me impressiona. A força despreendida, o movimento hercúleo, a limpidez no sentir. Pelo labirinto dos tímpanos, desço até o centro de mim. Depois de rasgar o tempo, com as unhas, não saberei mais voltar sem cantar. Minhas melodias guardarão sempre um jeito de protestar. Sou vate, saltimbanco, adivinho, subindo pelas tranças do mundo...

21.10.2012


Nenhum comentário: