Seguidores

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE..." - 49




(Texto de Celso Sisto; Ilustração de Ida Rentoul Outhwaite)



49. O poeta está chamando. Quer me fazer feliz, com esse manto de palavras, bordadas e tecidas à luz do luar. O poeta está chamando para louvar aqueles que foram, mas deixaram rastros: a flor, a luz, a prece, onde a sombra cresce, a vista alonga, o coração se espalha de um jeito doce. A força do abraço mantém cativa a lembrança, ergue um altar, permite tatear no corpo o tempo refeito. Pudera dizer, pai! Somos inteiros. E ainda ardemos em chamas. Imolados. O poema está clamando. E eu também!

2.11.2012


Nenhum comentário: