Seguidores

sábado, 17 de novembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE..." - 55






(Texto Celso Sisto; Ilustração Jessie Willcox Smith)

55. Claridade. De repente, a luz. Aos poucos, de uma vez, intermitente, sonora (há luz que é morada de passarinhos!). Agora ando no rastro das palavras luminosas. E este mistério do clarear, que começa na boca, me convida ao jogo da pronúncia. Mal digo ABÓBODA e o azul celeste se projeta no ar, se desdobrando como flor que se abrisse agora. Digo PRATEOU e os raios sonoros correm, fazendo sulcos ao redor de mim, como se revelassem as entranhas rasgadas na pele do dia. Experimento dizer AMANHECEU e lentamente a luz dos meus olhos se ofusca com o derramar da aurora. É isso! A palavra anuncia. Mas eu, inteiro posso ser o objeto da conversão. Isto sim é alegria!

17.11.2012


Nenhum comentário: