Seguidores

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE" - 60






Texto Celso Sisto; ilustração de Margareth W. Tarrant


60. Começar agora! Pronto! Já! O mundo que ia acabar parou para deixar a poesia se espalhar. Verão que aqui nas redondezas, o mundo explode em cores. Verão que logo ali se eleva no ar o aroma almiscarado da terra molhada. Verão que mesmo diante das ondas do mar de augúrios, corre para espalhar na areia a espuma branca da paz. Ainda há tempo de trocar de roupa, mergulhar nas profundezas do dia, cheio da secreta profecia, que faz a pele da gente arrepiar. Não será mais necessário agasalhar-se, senão com o sussurro espichado e felpudo de um quase-fim-do-mundo poético: poesia de nunca mais acabar! Poesia para marcar todos os dias no calendário do novo mundo!

21.12.2012


Nenhum comentário: