Seguidores

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE"... 64




Texto Celso Sisto; foto de domínio público, 1909. 

64. Levantar voo. Sobrevoar a si mesmo. Nesses céus intermináveis hei de vislumbrar as saídas. Todo dirigível é uma chama oblíqua, flutuando entre o sonho e a fantasia. Escrever no espaço azul da minha imaginação flambada é tarefa da qual não escaparei. Por isso aprendi desde os primeiros natais a fazer o presente durar o ano inteiro!

26.12.2012


Nenhum comentário: