Seguidores

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

DA SÉRIE "ALGUMA COISA ACONTECE" - 66




Texto Celso Sisto; foto de domínio público

66. A tarde dorme, cercada do cochicho dos pássaros. Cada asa dobrada é brasa para a fogueira noturna. Minha ciranda agora corre como os ventos circulares. Canto para pastorear as nuvens. Danço para acompanhar as folhas da palmeira na chuva. Minha natureza, dupla, afoga-se neste banho de mar e beleza. Deixa-me ficar, assim, feito coisa que não quer parar de procriar, de ser onda, de fazer chuáááááá....

28.12.2012


Nenhum comentário: