Seguidores

domingo, 25 de agosto de 2013

ESCRITORAS AFRICANAS PUBLICADAS NO BRASIL

Atendendo o pedido dos meus alunos, aí vai uma pequena lista de ESCRITORAS AFRICANAS publicadas no BRASIL:

Da literatura luso-africana:

- Paula Tavares/Angola (Amargos como os frutos (poesia), editora Pallas)
- Paulina Chiziane/Moçambique (Niketche, uma historia de poligamia (romance), editora Companhia das Letras)
- Conceição Lima/São Tomé (A dolorosa raiz do micondó (poesia), editora Geração Editorial)

De outras partes da África:

- Chimamanda Ngozi Adichie/Nigéria (Hibisco Roxo (romance), Companhia das Letras; Meio sol amarelo (romance), Companhia das Letras)
- Nadine Gordimer/África do Sul (A arma da casa (romance), editora Cia. das Letras; Betoven era 1/16 negro (contos), editora Cia das Letras; De volta à vida (romance), Cia das Letras; O engate (romance), Cia das Letras; Ninguém para me acompanhar (romance), Cia. das Letras; A história de meu filho (romance), editora Siciliano)
- Ahdaf Soueif/Egito (O mapa do amor (romance), editora Ediouro)
- Gaile Parkin/Zâmbia (Assando bolos em Kigali, editora Globo)
- Léonora Miano/Camarões (Contornos do dia que vem vindo, editora Pallas)

Na literatura infantil:

- Gcina Mhlophe/África do Sul (Histórias da África (contos populares), editora Paulinas; Contos africanos, editora Ciranda Cultural)
- Maria Celestina Fernandes/Angola (A árvore dos gingongos (conto popular), editora DCL)

Vamos ler todas elas?





domingo, 7 de julho de 2013

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O ALUABÁ CLUBE DO LIVRO - NA FACED - PUCRS

Com a criação do NEABI - Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas, na Faculdade de Educação da PUCRS, nosso ALUABÁ CLUBE DO LIVRO agora está associado a ele. E retomaremos nossas atividades neste segundo semestre de 2013.


Veja as informações no cartaz e folder abaixo.



O TRABALHO COM MÁSCARAS NA MINHA DISCIPLINA






Um dos tópicos do meu programa, na disciplina EDUCAÇÃO, PRODUÇÃO CULTURAL E ARTES CÊNICAS, na Faculdade de Educação, da PUCRS, que costuma assustar os alunos é a performance com máscara. 

O uso da máscara deveria deixá-los tranquilos, mas não é o que em geral, acontece. Estar protegido pela máscara, facilita o trabalho. 

Há toda uma preparação para esse trabalho, que começa com a exploração de atividades de expressão corporal (com tecido e ritmos) e a exploração dos planos (alto, medio e baixo) no espaço.

Depois disso eles precisam planejar a sua apresentação, que deve ser com meia-máscara (que ele pode até comprar pronta, já que não temos tempo para confeccioná-las em aula, mas tem que interferir nela, tridimensionalmente, para adequá-la ao tema do seu texto), o uso de sonoplastia (gravada) e o texto de um poema (que foi escolhido em aula e experimentado em brincadeiras sonoras, também em aula) decorado.

O que causa um certo medo nos alunos é que este trabalho é individual. Mas o "x" da questão é que eles não ensaiam fora da aula e quando chega a hora é muita coisa para administrar: o uso do corpo, a memória (em geral escolhem textos que vão além da capacidade de memorização deles), o uso do espaço, a harmonia com o ritmo proposto pela sonoplastia e o nervosismo habitual...

Mas, este ano, o resultado foi muito bom e foram apresentados alguns lindos trabalhos. Vejamos alguns exemplos: 










MINHAS TURMAS DE ARTES CÊNICAS NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013


Acabou mais um semestre. O primeiro do ano de 2013. Foi puxado, claro. E o término foi um pouco tumultuado, com as paralisações e os protestos que tomaram conta do país.

De qualquer forma, as duas turmas me ensinaram muito. Foi uma troca justa. E tivemos todos muitas oportunidades de crescer juntos.

Para lembrarmos que trabalhamos muitas coisas, fica aqui o registro, dos tópicos e das turmas:

1. A arte de contar histórias
2. Oficina de jogos cênicos
3. Performance com meia-máscara, música e poesia
4. Teatro de sombras
5. Teatro de objetos

Turma 137: Rogério, Gustavo, Lucas, Franciele, Melissa, Cláudia, Karin, Priscila, Jéssica, Eduardo, Ilana, Vera, Marília, Ana Paula, Lúcia.


Turma 127: Caroline, Pâmela, Nilce, Tairine, Gabriela, Maria Júlia, Ana Carolina, Franciele, Luiz Paulo, Itza, Laiane, Valdirene, Andressa, Iara, Rosa, Caroline Filomena, Sabrina, Sandra, Alex. 

OS REGISTROS DAS AULAS - DISCIPLINA "EDUCAÇÃO, PRODUÇÃO CULTURAL E ARTES CÊNICAS"

Na disciplina "Educação, Produção Cultural e Artes Cênicas", que ministro na FACED (Faculdade de Educação), da PUCRS, no curso de Pedagogia, faz parte da avaliação, a entrega de um registro criativo das aulas, ao longo do semestre. 

Neste registro devem constar todas as aulas, uma por uma. O aluno deve "contar" o que aconteceu em aula, como foi sua participação, fazer um cruzamento da prática com os textos teóricos e ainda fazer seus comentários (pode ser se avaliando na aula, comentar a atuação dos colegas, a pertinência dos exercícios, etc.).

O registro não pode ser no formato tradicional de portfolio. Tem que ser tridimensional, o texto tem que estar acoplado no materia...

Vejam alguns dos resultados deste semestre: A árvore (da Lúcia); O coelho da cartola (da Gabriela); O globo terrestre (da Sandra); A cortina (da Karin); A mala (da Andressa); O bolo (da Laiane); A camiseta (da Ilana); A galinha e os pintinhos (da Sabrina) e O guarda-roupa (da Tairine).

Mas são só alguns. Afinal eram 35 trabalhos.

Esse formato criativo é pra não esquecer jamais!








domingo, 23 de junho de 2013

UMA LEITURA DA ATUAL SITUAÇÃO DO PAÍS?

INDÍCIO

Neste domingo
em que os cães
(de todos os tipos)
ladram e vociferam
eu assisto
(não somente)
as folhas da pitangueira
(antibiótico natural)
livrarem-se
da mão pesada
do inverno
que bem começou.

Não é a Primavera Árabe
que faz falta,
é a raridade do vento
que sopre ainda quente
notícias boas.

Ah, pitangueiras com frutos
carnosos e vermelhíssimos
atraem pássaros
e animais silvestres.

Por isso estou pousado
em seus galhos,
e pronto para bicar.

Faz parte do rito
comer
para depois
cantar.

Celso Sisto
23 JUN 2013



sábado, 9 de março de 2013

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OS CURSOS GRATUITOS DE 2013 - 1º SEMESTRE - PUCRS



INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OS CURSOS GRATUITOS DO CELIN (Centro de Referência para o Desenvolvimento da Linguagem), DA FACULDADE DE LETRAS, NA PUCRS, PORTO ALEGRE:

AIAIÁ CLUBE DO LIVRO - grupo de leitura e debate de literatura infantil e juvenil. Um encontro mensal. última quartas-feira do mês, das 10h às 12h.

FIO DA PALAVRA - curso de capacitação de contadores de histórias. Uma aula por semana, as segundas-feiras, de 15h às 17h.

LABORATÓRIO DE AUTORIA - oficina de escrita criativa para literatura infantil. Uma aula por semana, as quartas-feiras, das 15h às 17h.

Mais informações nos cartazes abaixo.







BIBLIOGRAFIA DE LIVROS DE TEMÁTICA AFRICANA PARA CRIANÇAS E JOVENS





DE CELSO SISTO

1. SISTO, Celso. Lebre que é lebre não mia. Il. do autor. São Paulo, Larousse do Brasil, 2007. 40 p.
2. __________. Mãe África: mitos, lendas, fábulas e contos. Il. do autor. São Paulo, Paulus, 2007. 144 p.
3. ___________. O casamento da princesa. Il. Simone Matias. São Paulo, Prumo, 2009. 32p.
4. _________________. Raio de sol, raio de lua. Ilustrações de Maurício Negro. São Paulo, Prumo, 2011.
5. _________________. A dona do fogo e da água. Ilustrações de Rubem Filho. São Paulo, Mundo Mirim, 2012. 32p.
6. SISTO, Celso. O acaçá de cada um. Ilustrações de Andrea Ebert. Rio de Janeiro, Galera Record, 2012. 46p.

OUTROS AUTORES

GOMES, Lenice et ali. Nina África: contos de uma África menina para ninar gente de todas as idades. São Paulo, Elementar, 2009.
LOBATO, Monteiro. Histórias de Tia Nastácia (32ª ed.). São Paulo, Brasiliense, 1996.
LODY. Raul. As gueledés: a festa das máscaras. Rio de Janeiro, Pallas, 2010.
MATÉ. A primeira máscara. São Paulo, Noovha América, 2009.
THEODORO, Helena. Os ibejis e o carnaval. Rio de Janeiro, Pallas, 2009.
ALENCAR, Nezite. Afro-Brasil em cordel. São Paulo, Paulus, 2007.
ALMEIDA, Gercilga de. Bruna e a galinha d’Angola. Rio de Janeiro, EDC e Pallas, 2006.
ASARE, Meshack. O chamado de Sosu. Trad. Maria Dolores Prades. São Paulo, Edições SM, 2005.
______________. A cabra mágica. Trad. Cláudia Ribeiro Mesquita. São Paulo, Edições Sm, 2007.
BARBOSA, Rogério Andrade. Madiba, o menino africano. São Paulo, Cortez, 2011.
BRANDÃO, Toni. Nzuá e a cabeça. São Paulo, Melhoramentos, 2009.
RANDÃO, Toni. A preferida do rei. São Paulo, Melhoramentos, 2009.
BRANDÃO. Toni. Como as cabras foram domesticadas. São Paulo, Melhoramentos, 2009.
BARBOSA, Rogério Andrade. ABC do continente africano. São Paulo, SM, 2007.
BARBOSA, Rogério Andrade. Contos ao redor da fogueira. Rio de Janeiro, Agir, 1990.
BARBOSA, Rogério Andrade. Jambo!: uma manhã com os bichos da África. São Paulo, Melhoramentos, 2009.
BARBOSA, Rogério Andrade. Pigmeus, os defensores da floresta. São Paulo, DCL, 2009.
BARBOSA, Rogério Andrade. O senhor dos pássaros. São Paulo, Melhoramentos, 2006.
________________. Irmãos Zulus. São Paulo, Larousse do Brasil, 2006.
________________. Os três presentes mágicos. Rio de Janeiro, Record, 2007.
________________. Uma idéia luminosa (2ª Ed.). Rio de Janeiro, Pallas, 2007.
________________. Os gêmeos do tambor. São Paulo, DCL, 2007.
________________. Não chore ainda não. São Paulo, Larousse do Brasil, 2007.
________________. O segredo das tranças e outras histórias africanas. São Paulo, Scipione, 2007.
________________. Três contos africanos de adivinhação. São Paulo, Paulinas, 2009.
________________. Nyangara Chena, a cobra curandeira. São Paulo, Scipione, 2006.
________________. Outros contos africanos para crianças brasileiras. São Paulo, Paulinas, 2006.
________________. Três contos da sabedoria popular. São Paulo, Scipione, 2005.
________________. Contos africanos para crianças brasileiras. São Paulo, Paulinas, 2004.
________________. Como as histórias se espalharam pelo mundo. São Paulo, DCL, 2002.
________________. Histórias africanas para contar e recontar. São Paulo, Editora do Brasil, 2001.
________________. O filho do vento. São Paulo, DCL, 2001.
________________. Duula, a mulher canibal. São Paulo, DCL, 1999.
________________. A tatuagem. Rio de Janeiro, Ediouro, 1998.
________________. Contos ao redor da fogueira. Rio de Janeiro, Agir, 1990.
________________. Bichos da África: lendas e fábulas, 4 volumes (4ª ed.). São Paulo, Melhoramentos, 1997.
BRAZ, Júlio Emílio. Lendas da África. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2005. 
_____________. Sikulume e outros contos africanos. Rio de Janeiro, Pallas, 2005.
BORGES, Rogério. O negrinho Ganga Zumba. São Paulo, Editora do Brasil, 1988.
BREITMAN, André Koogan. Por que o sol e a lua vivem no céu: um conto popular africano. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 2004.
CANTON, Katia. Entre o rio e as nuvens: algumas histórias africanas. São Paulo, Difusão Cultural do Livro, 1997.
CARREIRA, Denise. Lendas africanas: e a força dos tambores cruzou o mar. São Paulo, Salesiana, 2008.
CASTANHA, Marilda. Agbalá, um lugar-continente. São Paulo, Cosac Naif,y, 2007.
CHAVES, Rita (sel. e org.). Contos africanos dos países de língua portuguesa. São Paulo, Ática, 2009 (Para gostar de ler; 44)
CENDRARS, Blaise. Pequenos contos negros também para crianças brancas. Trad. Ana Maria Lisboa de Mello. Porto Alegre, L&PM, 1989.
COUTO, Mia. O beijo da palavrinha. Rio de Janeiro, Língua Geral, 2006.
CUNHA, Carolina. Caminhos de Exu. São Paulo, Edições SM, 2005.
_______________. Eleguá. São Paulo, Edições SM, 2007.
_______________. Yemanjá. São Paulo, Edições SM, 2007.
_______________. Aguamenon. São Paulo, Martins Fontes, 2002.
_______________. ABC afro-brasileiro. São Paulo, SM, 2009.
DALY, Niki. Cadê você, Jamela? Trad. Luciano Machado. São Paulo, SM, 2006.
__________. O que tem na panela, Jamela? Trad. Luciano Machado. São Paulo, SM, 2006.
__________. Feliz aniversário, Jamela! Trad. Luciano Machado. São Paulo, SM, 2009.
DIALLO, Mamadou. Os chifres da hiena e outras histórias da África Ocidental. Trad. Annita Costa Malufe. São Paulo, Edições Sm, 2007.
D’ZAMBÊ, Júlio e Débora. Como o criador fez surgir o homem na Terra e outras histórias da tradição zulu. São Paulo, Mundo Mirim, 2009.
EISNER, Will. Sundiata, o leão do Mali: uma lenda africana. Trad. Antonio de Macedo Soares. São Paulo, Companhia das Letras, 2004.
FERNANDES, Maria Celestina. A árvore dos gingongos. São Paulo, DCL, 2009.
FERRAUD, Marie (sel. e adap.). Contos africanos. Trad. Antònio Manuel Couto Viana et ali. Lisboa, São Paulo, Verbo, 1977.
GALDINO, Luiz. Mwindo e o dragão (3ª ed.). São Paulo, FTD, 1995.
GAY-PARA, Praline. O príncipe corajoso e outras histórias da Etiópia. Trad. Luciano Loprete. São Paulo, SM, 2007
GLASGOW, Roy Arthur. Nzinga. São Paulo, Perspectiva, 1982.
GIOIELLI, Décio. A mbira da beira do rio Zambeze. São Paulo, Moderna, 2007. 
JOSÉ, Ganymédes. Na terra dos orixás. São Paulo, Editora do Brasil, 1988.
KALEKI. Anansi, o velho sábio. Trad. Rosa Freire d’Aguiar. São Paulo, Companhia das Letrinhas, 2007.
KILAKA, John. A árvore maravilhosa: um livro ilustrado da Tanzânia. Tradução Christine Röhrig. São Paulo, Martins Fontes, 2010.
KREBS, Laurie. Um safári na Tanzânia. Trad. Cláudia Ribeiro Mesquita e Heitor Ferraz Mello. São Paulo, SM, 2007.
LANE, Sandra. Histórias da nossa gente (2ª Ed.) Belo Horizonte, Aletria, 2007.
LIMA, Heloisa Pires. Histórias da Preta. São Paulo, Cia. das Letrinhas, 1998.
LIMA, Heloísa Pires. ANDRADE, Rosa Maria Tavares. Lendas da África moderna. São Paulo, Elementar, 2010.
LIMA, Heloísa Pires. A semente que veio da África. São Paulo, Salamandra, 2005.
MACHADO, Ana Maria. Do outro lado tem segredos (2ª ed.). Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1985.
MANDELA, Nelson (sel.). Meus contos africanos. Trad. Luciana Garcia. São Paulo, Martins Fontes, 2009.
MARTINS, Adilson. O papagaio que não gostava de mentiras e outras fábulas africanas. Rio de Janeiro, Pallas, 2008.
_______________. Erinlé, o caçador e outros contos africanos. Rio de Janeiro, Pallas, 2008.
_______________. Lendas de Exu. Rio de Janeiro, Pallas, 2008.
MARTINS, Georgina. Meu tataravô era africano. São Paulo, DCL, 2008.
MEDEARIS, Angela Shelf. Os sete novelos: um conto de kwanzaa. Trad. André Jenkino do Carmo. São Paulo, Cosac Naify, 2005. 
MHLOPHE, Gcina. Histórias da África. Trad. Jaci Maraschin. São Paulo, Paulinas, 2007.
ONDJAKI. O leão e o coelho saltitão. Rio de Janeiro, Língua geral , 2009.
ORTHOF, Sylvia. O rei preto de Ouro Preto. São Paulo, Moderna, 1997.
PINGUILLY, Yves. Contos e lendas da África. Trad. Eduardo Brandão. São Paulo, Cia. das Letras, 2005.
PEREIRA, Edmilson de Almeida. Rua Luanda. São Paulo, Paulinas, 2007.
PEREIRA, Edmilson de Almeida. Histórias trazidas por um cavalo-marinho. São Paulo, Paulinas, 2005. 
________________. Os reizinhos do Congo. São Paulo, Paulinas, 2004.
PRANDI, Reginaldo. Os príncipes do destino: histórias da mitologia afro-brasileira. São Paulo, Cosac Naify, 2001.
________________. Ifá, o adivinho: histórias dos deuses africanos que vieram para o Brasil com os escravos. São Paulo, Cia. das Letrinhas, 2002.
_________________. Xangô, o trovão: outras histórias dos deuses africanos que vieram para o Brasil com os escravos. São Paulo, Cia. das Letrinhas, 2003.
_________________. Oxumarê, o arco-íris: mais histórias dos deuses africanos que vieram para o Brasil com os escravos. São Paulo, Cia. das Letrinhas, 2004.
PRANDI, Reginaldo. A criação do mundo: contos e lendas afro-brasileiros. São Paulo, Companhia das Letras, 2007.
QUENTIN, Laurence. Ao sul da África: na África do Sul, os ndebeles. No Zimbábue, os xonas. Em Botsuana, os bosquímanos. Trad. Rosa Freire d’Aguiar. São Paulo, Companhia das Letrinhas, 2008.
ROSÁRIO, Lourenço do. GODINHO, Maria Luísa (orgs). O conto moçambicano: da oralidade à escrita. Rio de Janeiro, Te Corá Editora, 1994.
SANTILLI, Maria Aparecida. Estórias africanas: história e antologia. São Paulo, Ática, 1985.
SANTOS, Joel Rufino dos. Gosto de África: historias de lá e daqui. São Paulo, Global, 1999.
SANTOS, Joel Rufino dos. Dudu Calunga. São Paulo, Ática, 1998.
SANTOS, Joel Rufino dos. O saci e o curupira (4ª ed.). São Paulo, Ática, 1991.
SANTOS, Joel Rufino dos. Sabor de África: historias daqui e de lá. São Paulo, Global, 2005.
SANTOS, Joel Rufino dos. Rainha Quiximbi. São Paulo, Ática, 1986.
SANTOS, Joel Rufino dos. Uma festa no céu (3ª ed.). Belo Horizonte, Miguilim, , 1987.
SAÚTE, Nelson. O homem que não podia olhar para trás. Rio de Janeiro, Língua Geral, 2006.
SAVAGET, Luciana. Sua majestade, o elefante: contos africanos. São Paulo, Paulinas, 2006.
SELLIER, Marie. A África, meu pequeno Chaka. São Paulo, Cia. das Letrinhas, 2006.
SILVA, Fernando Correia da. Maravilhas do conto africano. Trad. de Maria Adelaide Baptista Nunes. São Paulo, Cultrix, 1962.
SILVA, Fernando Correia da. Contos africanos.. Trad. de Maria Adelaide Baptista NunesRio de Janeiro, Ediouro, s.d.
SISTO, Celso. Mãe África. São Paulo, Paulus, 2007.
SISTO, Celso. Lebre que é lebre não mia. São Paulo, Larousse, 2007.
SISTO, Celso. O casamento da princesa. São Paulo, Prumo, 2009.
SISTO, Celso.Raio de sol, raio de lua. Ilustrações de Maurício Negro. São Paulo, Prumo, 2011.
SISTO, Celso. A dona do fogo e da água. Ilustrações de Rubem Filho. São Paulo, Mundo Mirim, 2012. 32p.
SISTO, Celso. O acaçá de cada um. Ilustrações de Andrea Ebert. Rio de Janeiro, Galera Record, 2012. 46p.
SOLER-PONT, Anna. O príncipe medroso e outros contos africanos. Trad. Luis Reyes Gil. São Paulo, Cia. das Letras, 2009.
SUNNY. Uloma: a casa da beleza e outros contos. São  Paulo, Paulinas, 2006.
_______.  Contos da lua e da beleza perdida. São Paulo, Paulinas, 2008.
TANAKA, Beatrice. No país do saci: contos afro-brasileiros. São Paulo, Companhia Editora Nacional, 2006.
VALE, Fernando. Contos tradicionais dos países lusófonos. Lisboa, Instituto Piaget, 2001.
VALE, Fernando. Histórias portuguesas e angolanas para as crianças. Lisboa, Instituto Piaget, 2004.
VALE, Fernando. Histórias portuguesas e cabo-verdianas para as crianças. Lisboa, Instituto Piaget, 2004.
VALE, Fernando. Histórias portuguesas e moçambicanas  para as crianças. Lisboa, Instituto Piaget, 2004.
VALE, Fernando. Histórias portuguesas e guineenses  para as crianças. Lisboa, Instituto Piaget, 2004.
VALE, Fernando. Histórias portuguesas e são-tomenses para as crianças. Lisboa, Instituto Piaget, 2005


JUVENIS E ADULTOS

AYOH’OMIDIRE, Félix. Pèrègùn e outras fabulações da minha terra: contos cantados ioruba-africanos. Salvador, Editora da Universidade Federal da Bahia, 2006.
BARBOSA, Rogério Andrade. Kalahari, uma aventura no deserto africano. São Paulo, Melhoramentos, 2009.
BEATA DE YEMONJÁ, Mãe. Caroço de dendê, a sabedoria dos terreiros:     como ialorixás e babalorixás passam conhecimentos a seus filhos (2ª ed). Rio de Janeiro, Pallas, 2006.
COUTO, Mia. O fio das miçangas. São Paulo, Companhia das Letras, 2009
COUTO, Mia. O outro pé da sereia. São Paulo, Companhia das Letras, 2006
FORD, Clyde W. O herói com rosto africano: mitos da África. Trad. Carlos Mendes Rosa. São Paulo, Summus, 1999.
FRANCHINI, A. S. & SEGANFREDO, Carmem.. As melhores histórias da mitologia africana. Porto Alegre, Artes e Ofícios. 2008.
FROBENIUS, Leo & FOX, Douglas C. A gênese Africana: contos, mitos e lendas da África. São Paulo, Landy, 2005.
KOROUMA, Ahmadou. Homens da África. Trad. Roberta Barni. São Paulo, SM, 2009.
MOUTINHO, Viale (org.). Contos populares de Angola: folclore quibundo (4ª ed.). São Paulo, Landy, 2002.

MWANGI, Meja. Mzungu. Trad. Marcelo Pen. São Paulo, Edições SM, 2006.

OLINTO, Antonio. A casa da água (trilogia Alma da África, volume 1). Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2007.

______________. O rei de Keto (trilogia Alma da África, volume 2). Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2007.

______________. Trono de vidro (trilogia Alma da África, volume 3). Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2007.

PETROVICH, Carlos & MACHADO, Vanda. Irê Ayó: mitos afro-brasileiros. Salvador, EDUFBA, 2004.
PRANDI, Reginaldo. Mitologia dos orixás. São Paulo, Cia. das Letras, 2001a.
SANTOS, Deoscoredes M. dos. Contos negros da Bahia e contos de nagô. Salvador, Corrupio, 2003. 

sexta-feira, 8 de março de 2013

DIA INTERNACIONAL DA MULHER




DIA DELA


O parentesco
com a terra
não esconde
a pedra, o espinho.

A pele da fruta
e da flor
não extirpa
as garras, o bico,
as unhas.

A maternidade
ancestral
não conforma
não apascenta
não isenta.

Direitos iguais
cabem nos olhos
de qualquer mulher.

Algumas lutam...

(Lá no escondido dos tempos
é preciso dizer
a todos os meninos tenros
que o respeito
é também
um princípio!)

Texto de Celso Sisto; Ilustração de Irene G. Lenguas

domingo, 24 de fevereiro de 2013

SEMINÁRIO "ABRAPALAVRA", DO PROJETO "FESTA NO CÉU", EM BH




Gente! No próximo sábado, dia 2 de março, estarei em BH, participando do Seminário Abrapalavra, do Projeto "Festa no Céu".

Minha participação será às 10h30min, na mesa-redonda, cujo tema é "O contador de histórias na escola".

Terei a honra de dividir a conversa com Sandra Lane e com a Rosana Mont'Alverne, que será a mediadora.

Local: Auditório PUC Minas Barreiro – Av. Afonso Vaz de Melo, 1.200, Barreiro de Baixo
Horário: 9h às 17h

Inscrições pelo email aletria@aletria.com.br ou pelo telefone (31) 3296-790

Gostaria de ver meus amigos mineiros todos lá!



10h30 - Mesa - “O contador de histórias na escola” com Celso Sisto (RS) e Sandra Lane (MG). Mediação: Rosana Mont’Alverne (MG)

Celso Sisto (RS) - Escritor, ilustrador, contador de histórias do grupo Morandubetá (RJ), ator, arte-educador, especialista em literatura infantil e juvenil, pela UFRJ, Mestre em Literatura Brasileira pela UFSC, Doutor em Teoria da Literatura pela PUC-RS e responsável pela formação de inúmeros grupos de contadores de histórias espalhados pelo país. Tem mais de 60 livros publicados para crianças e jovens e já recebeu vários prêmios pela qualidade de sua obra, dentre eles, os prêmios de autor e Ilustrador revelação em 1994 e 1999, respectivamente - ambos concedidos pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), e dois prêmios Açorianos. Também é professor na PUC-RS e na Faculdades Integradas de Taquara (RS).

Sandra Lane (MG) - Especialista em Arte-educação da Palavra Oral à Escrita, Gestão Cultural e Alfabetização. Pesquisadora da Cultura Popular, Escritora, Atriz, Vice Presidente da ONG Escultórias, Educadora da Rede Municipal de Belo Horizonte, Membro da RIC- Rede Internacional de Cuentacuentos. Entre outros prêmios, recebeu por suas Atividades Sociais e Como Contadora de Histórias, o Grande Colar do Mérito Legislativo-Conferido pela Câmara Municipal de Belo Horizonte/MG ; Prêmio BH Em Defesa da Vida – Conferido pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte /MG ; 1º Lugar na Categoria de Contação de Histórias da Tradição Oral-Promoção Secretária Municipal da Cultura e Biblioteca Pública Infantil e Juvenil de Belo Horizonte/MG e em 2009 foi finalista do IX Prêmio Arte na Escola Cidadã.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

COLUNA "LUGAR NA PRATELEIRA" - REVISTA MIA - MARÇO/2013



Na edição de MARÇO/2013, na minha coluna LUGAR NA PRATELEIRA, da Revista MIA, seção infantil da Revista Rainha dos Apóstolos, comento o livro "Maroca & Deolindo e outros personagens em festas", de André Neves.

Dá uma espiada!

Para quem desejar conhecer mais da revista, aí vai o site: http://www.pallotti.com.br/rainha/


COLUNA "LEITORES DE FUTURO" - REVISTA RAINHA DOS APÓSTOLOS - EDIÇÃO MARÇO/2013


Na edição de MARÇO/2013, minha coluna LEITORES DE FUTURO, da Revista Rainha dos Apóstolos, trata dos livros de dramaturgia publicados para crianças...

Dá uma espiada!

Para quem desejar conhecer mais da revista, aí vai o site: http://www.pallotti.com.br/rainha/





domingo, 17 de fevereiro de 2013

DA SÉRIE "VESTIR OS VIVOS" - XXVII



(Texto de Celso Sisto para a série “Vestir os vivos”; Ilustração de Jim Flora)


XXVII. A tempestade no deserto. Avoluma-se o segredo das areias. Deixar-me-ei ficar imóvel, enquanto passam por mim os cristais da dor. Ofereço o corpo e em segundos estarei vestido de grãos. Talvez a estátua se fixe por algum tempo. Talvez não. Mover-se é soprar anos de espera, desfazer o princípio da circularidade, inventar uma nova rota para o vento. Minha caravana é puxada por andorinhas. Migratória também é a fantasia, a mão, a asa. Hoje a expedição ruma ao infinito, camelos de nuvens, cães emplumados, chuva de palavras e a linha do horizonte no mesmo lugar. Nossas arcas estão repletas de mercadorias. É dia de troca. Confluência de histórias. Homens partidos sairão em busca de metades. Tesouros são mesmo voláteis.

17.02.2013


sábado, 16 de fevereiro de 2013

DA SÉRIE "VESTIR OS VIVOS" - XXVI



(Texto de Celso Sisto para a série “Vestir os vivos”; Ilustração de Jim Flora)


XXVI. Amarelada. Avermelhada. Fólios resistentes. A fruta no ponto. As cores sobrepesadas pelo tempo dão sinais de uso. Nelas o transcurso dos dias é apelo do olhar, do pálido desejar ao vulcânico ter. Chega a hora da máxima potência: o tudo. Quero as fitas penduradas nas janelas, o ar embriagado de sândalo, os cristais filtrados de luz, os vasos habitados de gérberas. Recebo a criação como uma festa. A água represada agiganta-se, roda atarefada nas pás musicais, como a escrever linhas intermináveis. Esse ofício de preencher com letras miúdas os espaços em branco do meu ser exige gesto semeador, escultura expectante e boca salivar diante da fruta. Os dentes que explodem a ideia sumarenta libertam também a poesia.

16.02.2013


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

DA SÉRIE "VESTIR OS VIVOS" - XXV



(Texto de Celso Sisto para a série “Vestir os vivos”; ilustração de Nicoletta Ceccoli)



XXV. Cruzei os braços e deixei que os pássaros voassem. Da morada mais nobre, carregando fios de ouro, eles se foram. Cabeças coroadas hão de receber as filigranas da criação. São pássaros de toda estação. E tão logo a liberdade trance seus ninhos, eles desejarão por ovos em outros lugares. São pássaros urgentes, que às vezes precisam ser soprados, para que voar ganhe ossatura. Para que o voo termine em pouso desejado aos pés do mundo dos sonhos. São pássaros que arrastam consigo as divindades oraculares, que piam poemas antigos quando querem advertir-me que o carrilhão do tempo não repete sempre a mesma cantilena. Um dia, eles me levarão pelos cabelos, dispersarão na enormidade do céu as tranças, à força de oferecerem degraus para as torres que guardam princesas, castelos, livros sagrados. Eu sei que a biblioteca transportada no bico dos meus pássaros não abre os ouvidos de qualquer um, mas pode começar apontando a necessidade das asas bem na altura das portas...

13.02.2013



terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

"EDUARDO E OS ELEFANTES", MEU MAIS NOVO LIVRO!!!!!!!






Livros me emocionam, mexem comigo, me apaixonam!

Pois fiquei sabendo, em pleno carnaval, que acaba de sair o meu mais recente livro "EDUARDO E OS ELEFANTES", da Editora Melhoramentos, com ilustrações de Aline Abreu.

O trabalho primoroso de edição do livro esteve a cargo de Ana Célia Goda Cunha e sua maravilhosa equipe! A quem agradeço muuuuuuuuuuuito!

A sinopse do livro anuncia: Se uma história tem duas versões, qual é a que vale?

“Eduardo chegava sempre soltando seus elefantes.
Em todos os lugares, em que quer que fosse.
Eram muitos, verdadeira manada.
Bastava alguém falar com ele que lá vinha elefante!”

Será que os elefantes vão dominar Eduardo,
ou ele vai se transformar num excelente domador?
Elefantes e meninos, amigos ou inimigos?
Temas principais: autoconhecimento, autoestima, autocontrole, relacionamento e amizade
Temas transversais: pluralidade cultural e ética

Que felicidade poder ter um livro tão bonito assim!
Agora, quero saber a opinião de vocês, amigos e leitores!