Seguidores

sábado, 12 de janeiro de 2013

DA SÉRIE "VESTIR OS VIVOS" - X




(Texto de Celso Sisto para a série “Vestir os vivos”; ilustração de Elizabeth Cleaver)



X. As dobras do corpo são montanhas. No topo delas cravo bandeiras. Verei longe um novo amanhecer, salpicado de cores. E quando erguer os braços em que pousarão os pássaros, já saberei carregar as manhãs esgazeadas, com filamentos de orvalho capilarizando a pele. A água trilhará seus caminhos, descobrindo atalhos por onde vibra o viço. Na vestimenta da pura manhã eu serei o traje solto, a roupa desbordada, a nudez que se anuncia como acidente geográfico. No topo da montanha, nessas dobras amontoadas das proclamações ocultas, basta um olhar para se produzir o oásis, a rota por onde passarão todas as minhas caravanas!

12.01.2013


Nenhum comentário: