Seguidores

domingo, 17 de fevereiro de 2013

DA SÉRIE "VESTIR OS VIVOS" - XXVII



(Texto de Celso Sisto para a série “Vestir os vivos”; Ilustração de Jim Flora)


XXVII. A tempestade no deserto. Avoluma-se o segredo das areias. Deixar-me-ei ficar imóvel, enquanto passam por mim os cristais da dor. Ofereço o corpo e em segundos estarei vestido de grãos. Talvez a estátua se fixe por algum tempo. Talvez não. Mover-se é soprar anos de espera, desfazer o princípio da circularidade, inventar uma nova rota para o vento. Minha caravana é puxada por andorinhas. Migratória também é a fantasia, a mão, a asa. Hoje a expedição ruma ao infinito, camelos de nuvens, cães emplumados, chuva de palavras e a linha do horizonte no mesmo lugar. Nossas arcas estão repletas de mercadorias. É dia de troca. Confluência de histórias. Homens partidos sairão em busca de metades. Tesouros são mesmo voláteis.

17.02.2013


Um comentário:

Anônimo disse...

Fіrst off I want to say wondeгful blog!
I haԁ a quick question which I'd like to ask if you do not mind. I was curious to find out how you center yourself and clear your head prior to writing. I've had dіfficulty сlearing my mind
in gеtting my ideаs out. I truly do takе pleаsurе in writing but it just
ѕeems liκe the first 10 to 15 minuteѕ
tend tо be lost simρly just trying to figure out how to bеgin.
Αny reсommendations or hints? Thank you!


Here iѕ my ѕite V2 Cigs Reviews
My webpage > tomharrigan.net